ANÁLISE CAPILAR

VOCÊ SABE O QUE É A ANÁLISE CAPILAR?

Muitas pessoas quando têm problemas capilares acabam usando receitas caseiras ou mesmo decidindo por si mesmas os tratamentos para o couro cabeludo, muitas vezes utilizando produtos caros e sem o retorno desejado. O problema é que os produtos utilizados podem ser incompatíveis com o tipo de cabelo. Se você tem problemas, aqui vai um alerta: para preservar seu cabelo e não tentar achar a solução sozinho. Como o próprio nome diz  a análise capilar nada mais é que uma análise dos fios e couro cabeludo para identificar os principais problemas e determinar como tratá-las. Elas podem incluir a oleosidade, caspa, opacidade, ressecamento, sensibilidade, falta ou excesso de volume ou qualquer outro problema que esteja te incomodando. Na verdade, sempre se faz necessária a indicação e orientação de um profissional para realizar algum tratamento em seus cabelos.

MAIS SOBRE ANÁLISE CAPILAR

Muitas vezes, temos queixas sobre os cabelos há muito tempo, mas não sabemos exatamente o que fazer para resolver o problema. É aí que entra a análise capilar: ela te ajuda a consegue identificar as características do fio e do couro cabeludo e estabelecer a melhor forma de tratar aquilo que te incomoda. Sempre que tiver algum problema específico ou ainda por prevenção, a pessoa deve recorrer à análise capilar, pois a saúde dos cabelos depende de um complexo de elementos muito bem afinados. A análise capilar é capaz de avaliar o teor de estresse a que o fio foi submetido e a necessidade específica de reposição de nutrientes essenciais à saúde e à estética, tais como aminoácidos, proteínas e lipídeos.

FUMO, ESTRESSE, MÁ ALIMENTAÇÃO, INFLUENCIAM NA SAÚDE DOS FIOS

Fatores como cardápio desbalanceado, fumo, estresse e desordens hormonais influenciam diretamente a saúde dos fios. A falta de alguns nutrientes altera o crescimento e provoca queda e ressecamento, assim como o cigarro tem impacto negativo na circulação sanguínea, prejudicando o fornecimento de nutrientes ao bulbo capilar e enfraquecendo toda sua estrutura, o sistema nervoso pode aumentar a oleosidade do couro e alterar os mecanismos de defesa. O cortisol, hormônio do estresse, acentua a queda e os hormônios femininos – estrógeno e progesterona, podem modificar a densidade do fio, tornando-o mais fraco e propenso à quebra.

AVALIAÇÃO DO DERMATOLOGISTA

A avaliação deve ser feita por um profissional capacitado para entender as características dos seus fios e do couro cabeludo. Por isso, o ideal é procurar indicação de um médico dermatologista. Identificando os principais problemas, o dermatologista pode te indicar os melhores tratamentos e produtos para você. Muitas vezes, apenas mudando os produtos que usamos diariamente – seja o shampoo, condicionador ou leave-in – já é possível resolver muitas questões, como a queda, o excesso de oleosidade ou mesmo falta de hidratação. Na maioria das vezes a técnica é feita apenas observando seus fios e couro cabeludo e conversando com você. Para fazer a análise é levada em consideração a dimensão dos fios, comprimento do cabelo, existência de químicas capilares, frequência de lavagem e outras características, já que tudo isso pode influenciar na escolha do melhor tratamento para você. Optar por uma alimentação saudável, tendo o acompanhamento de um médico, que utilizará os ativos e recursos necessários para cada caso, pode ajudar os cabelos. No Instituto DME contamos com o apoio de aparelhos com lentes de aumento para a análise de 60x, 150x e 700x para um diagnóstico completo da fibra capilar.

Agência Digital em Florianópolis