CIRURGIA DE IMPLANTE CAPILAR FUE

ENTENDENDO O PROCEDIMENTO

Por muito tempo, o transplante capilar foi sinônimo de efeitos ruins e artificiais, pois resultam em cabelos com aspecto de “cabelos de bonecas”, visto que, não mantinham as características naturais. Eram implantadas várias unidades foliculares, “tufos de cabelos”, em um ângulo reto, não respeitando as diferentes angulações da área do couro cabeludo. Hoje a técnica se transformou completamente e busca seguir a lógica genuína dos fios, respeitando a angulação de cada área do couro cabeludo, traduzindo a anatomia original do cabelo para proporcionar resultados com excepcional naturalidade. O transplante capilar pode ser feito em qualquer pessoa que sofra com alopecia androgenética e deseje ter novamente cabelo na região que está calva. Entretanto, é importante avaliar na consulta com o especialista em que estágio o processo de calvície se encontra. Alguns especialistas preferem realizar o procedimento quando ele está estabilizado. Transplante capilar é o procedimento que realoca folículos capilares que não tem predisposição para calvície para a região que está calva. O implante capilar já é o terceiro procedimento mais procurado pelos homens, conforme a Sociedade Brasileira de Dermatologia. Quando os folículos são transferidos dessa forma, o cabelo volta a surgir nessa área. Esse procedimento é considerado a única solução definitiva para a calvície androgenética, aquela que é hereditária. É importante ressaltar que calvície não é a mesma coisa que queda de cabelo. Nela os fios não caem e sim entram em um processo de miniaturização – se tornando semelhantes aos pelos do rosto fora da área da barba, ou seja, bem pequenos e quase que imperceptíveis. Isso só ocorre em pacientes predispostos geneticamente a esse problema, que é desencadeado pelos hormônios masculinos (a testosterona e seus derivados, principal a di-hidrotestosterona, também conhecida com DHT). A DHT é cinco vezes mais potente que a testosterona e é o hormônio chave no surgimento da alopecia androgenética. O fato de que os receptores para este hormônio não se encontrarem distribuídos igualmente em todo o couro cabeludo explica os padrões de perda de cabelos. Por isso mesmo, o transplante capilar retira fios dessa área e os realoca nas regiões em que já houve miniaturização, pois, por algum motivo ainda desconhecido, esses fios não correm o risco de também passarem pelo processo de transformação. Muitas pessoas chamam o processo de implante capilar, o que é errado, já que o implante pressupõe a colocação de um cabelo não natural na região afetada pela calvície e o transplante capilar utiliza fios do próprio paciente. Atualmente, as técnicas de implante capilar são:
– Implante Capilar Técnica FUT (Folicular Unit Transplantation), que remove uma faixa da região posterior do couro cabeludo, com 25 cm de comprimento em média, dissecam-se as unidades foliculares com assistência de um microscópio 3 D, deixando uma cicatriz linear na região posterior do couro cabeludo;
Implante Capilar Técnica FUE Manual ou Robótica (Folicular Unit Extraction), é a mais moderna, de rápida recuperação, na qual as unidades foliculares são extraídas uma a uma, por meio de um instrumento motorizado (rotor fue), da região posterior do couro cabeludo sem deixar cicatriz linear. Na hora de optar por uma das técnicas importante observar alguns pontos:

CIRURGIA DE IMPLANTE CAPILAR FUE DIFERENCIAIS

Se você está em dúvida quanto ao método, alguns diferenciais da cirurgia pelo método FUE:
– Sem dor;
– Sem cortes;
– Anestesia local;
– Maior conforto no pós-operatório;
– Sem pontos;
– Sem cicatriz linear;
– Alta no mesmo dia;
– Minimamente invasivo;
– Correção de transplantes inestéticos realizados anteriormente.

COMO É FEITO?

A anestesia é, semelhante a usada em dentistas, e uma leve sedação somente para não ter nenhum incômodo no momento da anestesia. No final do procedimento o paciente já está totalmente acordado.A cirurgia com a técnica FUT dura entre 5 (cinco) ou 6 (seis) horas, de acordo com as unidades foliculares obtidas. Já a técnica com FUE é mais demorada, levando de 6 (seis) a 10 (dez) horas. Apenas médicos estão aptos a realizar este tipo de procedimento, de preferência com especialidade em cirurgia plástica, pois eles têm todo o conhecimento da parte cirúrgica. No pré-operatório são realizados exames básicos iguais a qualquer outro tipo de cirurgia. Na técnica convencional FUT não é necessário nenhum preparo para realizar o procedimento, já na técnica FUE é necessário raspar com máquina 1 (um) os cabelos da área doadora. A parte mais vantajosa em se fazer um implante capilar, sem dúvida, é a elevação da autoestima. Procure um especialista e, se for o seu caso, encare o implante sem medo.

Agência Digital em Florianópolis