INTRALESIONAL

TRATAMENTO DE LESÕES

Como o nome já diz, trata-se de infiltrar um agente dentro da lesão para o seu tratamento. A infiltração intralesional consiste na injeção de medicamentos dentro de uma lesão cutânea, para o seu tratamento. Assim, ela atua diretamente no local onde é necessária e sua ação é mais intensa. Geralmente, usam-se os chamados medicamentos de depósito, que continuam agindo no local por vários dias. Utiliza-se agulha bem fina e a dor da picada, quando ocorre, é muito discreta. A infiltração pode incomodar um pouco, dependendo do local e do tipo de lesão a ser tratada. Usualmente, são necessárias mais de uma aplicação e os intervalos entre elas variam de 15 a 30 dias. Entre as doenças que podem ser tratadas pela infiltração intralesional estão a alopecia areata e o quelóide, além da acne.

MEDICAÇÃO

É realizada comumente no tratamento de cicatrizes queloidianas: cicatrizes que crescem além do tamanho da injúria sofrida pela pele, naquele local. É utilizada uma medicação estéril e líquida, podendo ou não ser diluída em soro fisiológico também estéril; aspirada em uma seringa e com uma agulha fina que é introduzida na lesão e a medicação é injetada. No caso da cicatriz queloidiana, são injetados corticosteróides diluídos em soro fisiológico. Outras medicações podem ser infiltradas em outros tipos de lesão, dependendo da escolha do tratamento.

COMO É FEITA

A infiltração também pode ser feita com um tipo específico de corticoide injetável nas lesões causadas pela acne, para melhorar e aliviar a inflamação. O tratamento pode ser indicado para nódulos, cistos e algumas cicatrizes elevadas. É importante a realização de uma consulta dermatológica antes do procedimento ser executado, considerando as particularidades que cada paciente pode apresentar. Um olhar médico preciso e a preocupação em analisar tudo que envolve a pele e o organismo do indivíduo, são fatores determinantes para conquistar resultados satisfatórios através do tratamento mais adequado. Outra alteração na pele que o processo da infiltração é indicado é o queloide, lesão proliferativa ou com um crescimento anormal do tecido cicatricial, formado a partir de um local de traumatismo, corte ou cirurgia de pele. Ocorre quando a cicatrização entra em um processo contínuo de produção de tecido. Trata-se de uma lesão benigna que pode surgir em homens e mulheres entre os 10 e 30 anos, também sendo comum em diversas etnias. Não representa gravidade, mas pode incomodar bastante durante a fase de crescimento, devido à coceira e até uma leve sensação de dor. Além desses incômodos, dependendo do posicionamento e se o queloide se encontra visível, o paciente pode sofrer um forte abalo em sua autoestima, evitando até de tirar a roupa em lugares públicos. Outro motivo plausível para se procurar o suporte dermatológico e recuperar o bem-estar. Eficaz, a infiltração intralesional com corticoide é um dos vários tratamentos oferecidos pelo Instituto DME, que conta com especialistas habituados a lidar e cuidar de problemas na pele de forma sensível e adequada. O médico dermatologista é o mais indicado para realizar um exame minucioso e encaminhar o melhor tratamento.

Agência Digital em Florianópolis